IDETIFICAÇÃO DE ÁREAS IMPACTADAS

Tem como objetivo principal a localização das áreas contaminadas, é a primeira fase do Gerenciamento de Áreas Contaminadas sendo constituído pelas etapas:

Avaliação Preliminar

Avaliação inicial da área de interesse a partir de dados existentes e visitas técnicas no campo. A execução da etapa de avaliação preliminar consiste basicamente na elaboração de um diagnóstico inicial das áreas potencialmente contaminadas, identificadas na etapa anterior, o que será possível realizando-se um levantamento de informações existentes e de informações coletadas em inspeções de reconhecimento em cada uma dessas áreas.

 

A execução dessa etapa possibilitará:

 

  • Levantar informações sobre cada AP de modo a subsidiar o desenvolvimento das próximas etapas do gerenciamento de ACs;

  • Documentar a existência de evidências ou fatos que levem a suspeitar ou confirmar a contaminação nas áreas em avaliação, possibilitando sua classificação como AS, AP, AC ou exclusão do cadastro;

  • Estabelecer o modelo conceitual inicial de cada área em avaliação;

  • Verificar a necessidade da adoção de medidas emergenciais nas áreas.

 

Os resultados obtidos nessa etapa possibilitam estabelecer uma classificação das áreas anteriormente identificadas como APs, com base em dados existentes e observações realizadas durante inspeções às mesmas. Como resultado da avaliação dessas informações, as áreas poderão ser classificadas como ASs, ACs ou mesmo permanecerem como APs.

 

O solo e a água subterrânea são meios prioritários a ser considerados no gerenciamento de ACs, pois, além de ser bens a proteger de extrema importância, normalmente são as principais vias de propagação de contaminantes para outros bens a proteger.Dessa forma, na definição dos objetivos do gerenciamento de ACs em uma determinada região de interesse, a proteção da qualidade do solo e das águas subterrâneas deve ser prioritária.

 

Avaliação Confirmatória

A etapa de investigação confirmatória encerra o processo de identificação de áreas contaminadas e tem como objetivo principal confirmar ou não a existência de contaminação nas áreas suspeitas, identificadas na etapa de avaliação preliminar.

 

Nessa etapa, as áreas anteriormente classificadas como ASs são avaliadas, utilizando-se métodos diretos e indiretos de investigação, visando comprovar a presença de contaminação, possibilitando a classificação das mesmas como ACs.

O processo de investigação consiste basicamente em realizar amostragem de solo e/ou água subterrânea em pontos estratégicos com análises químicas para confirmar ou não a existência de contaminação e verificar a necessidade da realização de uma investigação detalhada nas áreas suspeitas.

 
 

Politica Anticorrupção

Essencis SP, RJ, Ecotottal e Ecossistema

Capa essencis.PNG

Essencis MG

Capa essencis.PNG
Capa essencis.PNG

Catarinense

Capa essencis.PNG

Paraná

Código de Conduta

capa essencis 2.PNG
capa essencis 2.PNG
capa essencis 2.PNG

Catarinense

Essencis MG

Essencis SP, RJ, Ecotottal e Ecossistema

Paraná

capa essencis 2.PNG

© Essencis 2019

Uma empresa do Grupo Solví

Logo_Solví_Branco.png

Contatos:

 

MG - (31) 3539-1733

PR - (41) 3614-3061

RJ - (21) 2633-9805

RS - (51) 3500-3400

SC - (47) 3424 6752

SP - (11) 4442-7318

Canais de comunicação

e denúncia

Conheça a divisão de Serviços Industriais do Grupo Solví

GRI - BRANCO.png
PRAMEQ.png
koleta_branco.png
Organosolvi.png