Você está aqui: Página Inicial Imprensa Releases 2010 O que é feito com os materiais usados na fabricação dos calçados

O que é feito com os materiais usados na fabricação dos calçados

Essencis MG Soluções Ambientais patrocina cartilha sobre produção sustentável de calçados; conheça onde é usado, o tempo de decomposição e como deve ser descartado cada material.

Você sabia que o couro é extremamente tóxico e que, ao contrário do que muita gente pensa, quando jogado na natureza passa por vários processos altamente químicos até se acabar? O tempo de decomposição do couro pode ser de até 50 anos. E que a borracha utilizada na produção de calçados pode ser reaproveitada e reciclada, mas se abandonada pode causar danos ao meio ambiente?

Essas e outras informações sobre os produtos utilizados durante a fabricação dos calçados constam na cartilha Produção Sustentável de Calçados, livro produzido por alunos do ensino fundamental, sob consultoria da Recom – Comércio de Resíduos, responsável pela coleta, armazenamento, seleção e destinação correta do lixo industrial produzidos nas fábricas, e da Terra- Consultoria Ambiental. A cartilha é patrocinada pela Essencis MG Soluções Ambientais, líder no mercado de tecnologias ambientais, localizada em Betim, Minas Gerais. 

 

Conheça os demais materiais que são utilizados na fabricação dos calçados, o tempo de decomposição e como devem ser descartados:

 

Curvin: usado na confecção do cabedal do sapato. É um resíduo reciclável e reaproveitável para solados de tênis, sandálias e rasteirinhas. Leva mais de 50 anos para se decompor

Nylon: usado na confecção de tênis. Material reaproveitado para travesseiros, sofás e enchimentos em geral. Leva mais de 30 anos para se decompor

Espuma: usado na confecção de tênis. Reaproveitável para fazer ursos de pelúcia, enchimento de travesseiros, sofás. Mais de dois anos para se decompor

Lata de cola/solvente/metal: recipiente de cola para confecção de todo tipo de calçado. Reciclável quando adquirida por siderúrgicas que a derretem em altos fornos, gerando novos produtos. Leva mais de 10 anos para se decompor

Plástico: pouco usado na fabricação, mas gerado nela. TR, PVC, Nylon  e espuma vêm embalados em plásticos. Materiais recicláveis, voltam para a fábrica em forma de sacos de lixo, embalagens e tubos. Leva mais de 100 anos para se decompor

Papel: embalagens do produto final: caixas unitárias e coletivas. Reciclável. Novas caixas coletivas e unitárias e tubos para enrolar materiais. Leva mais de três anos para se decompor

Pano: fabricação de calçados, como sandálias femininas. Não é reciclável, deve ser destinado a empresas especializadas. Leva de seis meses a um ano para se decompor.

Borracha: usada nos solados dos sapatos. É reciclável, com tempo de decomposição indeterminado.

Couro: usado na confecção de calçados. Não é reciclável e leva até 50 anos para se decompor.

Estopa suja com óleo, graxa, solvente, tinta recouro, forro de ensacar, velcro, óleo:  uso acessório na confecção de calçados. Não é reciclável, e tempo de composição indeterminado

 

Após a coleta, armazenamento, seleção do lixo industrial produzidos nas fábricas, os resíduos vão para a Essencis MG Soluções Ambientais, que dará a destinação correta para cada tipo de resíduo. Conheça as diversas tecnologias que a empresa possui para dar a destinação correta aos resíduos: http://www.essencis.com.br/unidades/essencis-mg

 

 

 

Informações para a imprensa:

Cristiane Pinheiro – clpinheiro@uol.com.br

Case Comunicação Integrada

Assessoria de Imprensa da Essencis Soluções Ambientais

Tel.: (11) 9992-9436